terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Clipes Egocêntricos: Nova Moda entre Bandas Jovens?

O que está acontecendo com os clipes das bandas “New Generation”?

É uma generalização infeliz e com ar de desprezo, claro. Porque existem clipes realmente bons. Quando eu digo isso, estou me baseando no fato de que não só as fãs iriam gostar, mas outras pessoas que não conhecem/gostam também. Os clipes são como um “cartão de visitas” para fãs. É por eles que nós passamos a conhecer determinado artista com mais profundidade, isso é um fato inegável.

Podemos concluir facilmente que, se um cantor falha no clipe, ele falha no quesito "popularidade": A música se torna desgostosa, a imagem dele aparece meio deturpada e pior, a possibilidade de uma vendagem fracassada do CD aparece à tona. 

Eu não tenho intenção nenhuma de criticar clipes dando tiros ao ar porque gosto é gosto, não tem jeito. Mas a falta de criatividade e sentido que uns clipes vêm adquirindo como característica têm tornado o cenário musical realmente complicado.

Vou exemplificar com uma banda que gosto muito: dARI.

Para quem não conhece a banda, vale a pena dar uma lida no pequeno comentário que a Thay fez aqui. Só para contextualizar por aqui mesmo: dARI é uma banda apoiada em um tripé: Imagem, Tecnologia e Inovação. É fácil imaginar que uma banda que tem essas características possivelmente possui uma base um pouco instável, principalmente num cenário musical como o italiano que está rompendo agora com barreiras tradicionalistas.

Esperamos ver esse tripé nos clipes, claro. E vemos, mas de uma forma não muito positiva, com um toque de egocentrismo agudo. (Os clipes giram em torno dos integrantes tocando, fazendo caretas e só.)

Existem alguns artistas que se utilizam desse egocentrismo de uma maneira muito inteligente: Existem cenários bons, figurinos bons, jogos de luz bons, tudo é bom, tudo é feliz, tudo faz sentido. Exemplos? Vide SalvamiL'Amore e do Sonohra, o cover Umbrella do Vanilla Sky e e até o novo clipe do Finley, lançado no dia 16 desse mês, Il Mondo Che Non C’è, e entenderão o que estou falando.

O dARI vem deixando a desejar com esses clipes egocêntricos. Eles começaram com Wale (Tanto Wale), que foi um sucesso e consequentemente elevou a banda a outra categoria, e continuam com esse estilo agora. Suas últimas pérolas foram Da Me, lançado no dia 12 de outubro, e Bonjour, lançado no dia 29 do mesmo mês.

O que nós percebemos é um padrão que agrada fãs, mas não agrada as pessoas que não conhecem a banda: Um cenário simples, efeitos especiais característicos, foco nos meninos e só!

Podemos comparar dois clipes para notar esse padrão: Wale e Da Me:

Wale



Da Me


Ambos os clipes contam com efeitos especiais. A diferença é que em Da Me esses efeitos são mais rebuscados.

Os clipes também focam bastante nos integrantes: Dario, com suas caretas habituais e extremamente características, Fab com a sua pose de cara sexy da banda e Cadio com sua (também característica) "dancinha" com o teclado ( Fasa (baterista) vai ficar excluído dessa comparação porque não estava na banda em 2008).

Vemos também outro ponto em comum: As cores. São basicamente as mesmas. (vermelho e preto)

Eu poderia me estender nessa análise, mas está bom assim. A verdade é que eles têm clipes muito bons (vide Cercasi AAAmore, Non Pensavo e Tutto Regolare), são ótimos quando cantam ao vivo, têm personalidade e carisma, mas estão falhando na montagem de seus vídeos. Esse é o motivo da crítica: Por que uma banda decai tanto na qualidade dos clipes?

Não é só dARI. Existem outros. Derrapadas existem... Insistir no erro é o problema, principalmente quando nem ao menos ele é percebido pelos artistas, exatamente porque a maioria dos fãs (que já estão acostumados com a banda, claro) deixa claro que o clipe é maravilhoso.

Fica complicado mostrar para outras pessoas que não conhecem a música/banda um clipe egocêntrico e que não faz sentido. Porque as músicas são boas, o que complica a situação é o vídeo.

Sinceramente, eu torço para que essas bandas recebam críticas (construtivas, claro) que esclareçam que esses clipes não estão bons como deveriam estar. Os fãs devem ser críticos sim, para que a banda possa crescer e conquistar mais ouvintes. Afinal, clipes só são publicados para divulgar e popularizar single e artista.

2 comentários:

Jef disse...

Não tenho nada contra, mas essa banda realmente não me agrada =/
O visual, a música... nada me empolga :s

Lele Bianchini disse...

Ah eu adoro dARi , mas concordo,precisam inovar. Dos clipes,o que eu mais gosto é Cercasi AAAmore, pq tem toda uma historinha. haha :)