domingo, 27 de fevereiro de 2011

Jovanotti: Tutto l'amore che ho

Geralmente costumo pensar nos cantores italianos "ativos" atualmente, dividindo-os tem três categorias: a velha, a atual e a novíssima geração. São bons exemplos da novíssima geração Arisa, Malika Ayane, Marco Carta, Marco Mengoni e alguns outros que podem se tornar grandes ídolos ou não. Da velha geração (e velha no melhor sentido possível), Vasco Rossi, Zucchero, Ornella Vanoni e outros que começaram sua carreira já há um bom tempo. E existem os da atual geração, que são aqueles que têm mais de dez anos de carreira e, na sua maioria, mesmo antes dos quarenta anos, já são cantores consagrados, como Laura Pausini, Nek, Giorgia e Alex Britti. De todos esses, porém, acho que o maior exemplo dessa atual categoria de cantores, que não precisam provar mais nada para ninguém, seja Lorenzo Cherubini, mais conhecido como Jovanotti. Uma prova do imenso reconhecimento do cantor na Itália pode ser descrita em apenas uma palavra: Safari (2008).
O penúltimo álbum lançado pelo romano impressiona pelos seus números: 600 mil cópias vendidas e 97 semanas consecutivas na lista dos mais vendidos. Por isso, não era de se admirar que o álbum seguinte (1) do cantor fosse esperado com muita ansiedade. Ora foi lançado em janeiro deste ano e, como já era de se esperar, agradou e muito os fãs de Jovanotti. O atual sucesso deste álbum é Tutto l'amore che ho, primeiro single do álbum que poucas horas depois do seu lançamento já estava na primeira posição dos mais baixados no iTunes.
É óbvio falar, mas a música é ótima. Falaremos então do clipe que num primeiro momento surpreende pela sua originalidade. E aqui abro parênteses para dizer que acredito ser esse o diferencial dos realmente grandes: a originalidade. Ser ele mesmo, contudo sem se repetir. Voltando à Tutto l'amore che ho... Para captar o sentido do vídeo é necessário saber que a sua razão se relaciona com a seguinte frase que compõe a letra: "Considerando che l'amore non ha prezzo sono disposto a tutto per averne un po'" (2). Isso posto, o clipe é uma sequência de situações notadamente inverossímeis e ainda assim divertidas por esse mesmo motivo. Ora, não se busca fazer até o impossível quando se ama? É isso que o super Jovanotti faz no clipe, e ainda o faz dançando.
Outro ponto a se destacar é a qualidade do clipe, nenhuma cena, no que diz respeito a efeitos especiais, fica atrás da maioria dos filmes de ação que vemos por aí. Falando em filmes de ação, no clipe se encontram referências de diversos filmes. entre eles, Exterminío e Eu sou a lenda. É quase impossível não ficar assistindo todo o clipe esperando para ver o que vai acontecer no final.
Resumindo, Jovanotti além de ser um excelente compositor e cantor, ainda sabe fazer ótimos clipes.


(1) Em 2009, Jovanotti lançou OYEAH, mas apenas para o mercado americano.
(2) Em tradução livre: "Considerando que o amor não tem preço, estou disposto a tudo para ter um pouco dele".

2 comentários:

AUTOMÓVEIS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rdangelo disse...

Ótima analise!!! Vcs estão de Parabéns! não conhecia o Blog mas já virei fã! Sentia falta disso na internet