terça-feira, 17 de março de 2009

Laura Pausini - Primavera in Anticipo (2008)


Finalmente um cd inédito da Laura, depois de quatro anos desde “Resta in Ascolto”. Como ela acaba de começar a turnê desse disco, achamos importante fazer essa resenha.
Primeiramente, é um cd que segue à risca o estilo Pausini de fazer disco. Há uma clara divisão em três blocos, apesar de a própria Laura citar quatro divisões, ou estações, como ela preferiu chamar, eu só identifiquei três. Um bloco traz as tradicionais baladas românticas, depois vem um bloquinho mínimo de canções alegrinhas, e o bloco maior é o da melancolia e da nostalgia. Talvez seja esse bloco que a Laura divide em dois, resultando então em quatro blocos. Mas para mim, no final das contas, melancolia ou nostalgia dá no mesmo: uma série de canções fortes e emotivas, bem ao estilo que a consagrou. Eu gosto. O único cd que não seguiu absolutamente essa tal “fórmula Pausini” foi o “La Mia Risposta” (1998). Esse, aliás, é meu cd favorito. Mas vamos ao novo.
Mille Braccia” é a música que abre o cd. Uma música otimista, ao estilo de “Siamo Noi”, do disco “Tra Te e il Mare (2000)”, um ótimo disco por sinal. É uma canção bonitinha, alegrinha, mas não me convence. Geralmente gosto mais da Laura “deprê” que da alegrinha. São raras as exceções, uma delas é "Che Bene Mi Fai ", do já mencionado La Mia Risposta. Além do mais, “Siamo Noi” é mil vezes melhor. Sempre pulo essa e parto logo para “Invece No”, primeiro single do disco. Uma letra delicada, que fala emocionadamente da perda de alguém querido e de como ainda fica muita coisa a dizer. Laura na melhor forma, uma melodia bonita, letra idem. Gostei mesmo. Ela ganhou uma versão em português, “Agora Não”, mas a Warner fez o “favor” de não incluí-la na edição brasileira. Até o último segundo do cd eu tinha esperança de vê-la pelo menos como ghost track, mas o cd acaba mesmo em “Sorella Terra”.
Depois da nostalgia de “Invece No”, vem a contagiante “Primavera in Anticipo”, que dá nome ao disco. Eu acho essa música bastante comercial, feita para tocar mesmo na rádio, o que nem sempre quer dizer que seja ruim. Nesse caso, o resultado é muito bom. O dueto com James Blunt funciona bem e deu um charme a mais na canção.
Nel Modo Più Sincero Che C’è”, que está no bloco das românticas, fala da certeza de que o novo amor vai dar certo: “Un amore pieno e importante, infinito presente, questa volta è così, è per te.”* Convence. E a melodia é linda.
Un fatto ovvio”, “Il Mio Beneficio” e “Prima che Esci” são do bloco depressivo do cd. E eu adoro as três, principalmente a última. A Laura é boa no corta-pulso! “Prima che esci”, aliás, foi escrita pelo Gianluca Grignani. Se você acha que não sabe quem é, trata-se do autor da música “La Mia Storia Tra Le Dita”, que a Ana Carolina estragou solenemente usando a enas música e jogando uma letra qualquer por cima. Se pelo menos fosse uma versão fiel... Mas deixemos isso de lado, porque eu me revolto com essas coisas. A despeito de algumas críticas que vi na imprensa italiana de que a música não seria adequada à voz de Laura, eu achei que ficou perfeita.
Più di Ieri” é a próxima, uma excelente representante do bloco romântico. Gosto muito da interpretação da Laura e do jogo de palavras nessa letra dela e de seu fiel escudeiro, Cheope. “Scusami degli scontri fisici, disperati e ilogici come me”**. A aliteração dá um charme a mais nessa música, que já é muito boa. “Bellissimo Così” eu acho que é do bloco romântico, apesar de ter aquela pitadinha de rock. Sinceramente, não gosto dessa, assim como não gosto de “L’Impressione”. É corta-pulso total, e apesar de achar a Laura perfeita para isso, a música é absolutamente sem graça, sem sal, sem nada. Talvez por ter sido feita para o ex-namorado, Gabriele Parisi, que é tão sem graça quanto a música. “La Geografia del Mio Cammino” tem uma boa letra, menciona o tema do primeiro sucesso, “La Solitudine”, mas não gostei da melodia. Mais uma que eu pulo ao ouvir o cd.
Agora, minha preferida, “Ogni Colore Al Cielo”. Lembra um pouco “Come si Fa” (Tra Te e il Mare - 2000). Acho a letra perfeita, a melodia linda e a interpretação da Laura é bem emocionante. Para mim, essa é, de longe, a pérola do disco. Em seguida vem “Privavera in Anticipo” numa versão só com a Laura. Boa, mas é bem melhor com o Blunt. Por fim, “Sorella Terra”, uma música sobre o planeta, ao invés das tradicionais músicas de cunho social. Uma excelente música, com refrão lindo e final maravilhoso. Fecha o disco muito bem.
Para concluir, digo que “Primavera in Anticipo” não foi feito para conquistar novos fãs. Bom, talvez algum fã do James Blunt, mas só. É um álbum para os que já são fãs. Se você já gosta da Laura, com certeza vai amar o cd que, como eu mencionei, é totalmente fiel ao estilo dela. Se não gosta, é provável que continue sem gostar.
Eu gostei bastante, mas queria ver um pouco mais de ousadia nela, como a que ela teve ao gravar o “La Mia Risposta”, ou quando incluiu no cd “Io Canto” uma música dançante (“La Mia Banda Suona Il Rock”). Uma corzinha a mais nessa primavera não faria mal.


Melhor(es) faixa(s): Ogni Colore al Cielo; Primavera in Anticipo; Più Che Mai.
Pior(es) faixa(s): L’impressione; La Geografia Del Mio Cammino.
Nota: 8



*Um amor pleno e importante, infinito, presente, desta vez é assim, é por você.”
**Desculpe-me pelos confrontos físicos, desesperados e ilógicos, como eu.”

9 comentários:

jackie disse...

Gostei das sua observações, de fato PIA é um CD para fã de Laura, acho difícil conquistar novos fãs mas, sempre há a esperança!!!

A minha canção favorita é Un Fatto Ovvio é deprê mas, eu gosto...risos.

Bom, Parabéns pelo Blog está super atualizado e fala do que eu mais amo música italiana.

Até mais, Jackie.

Bruna / Chiisana Hana disse...

Oi!
haha! Pois é, sempre há esperança. Quem sabe algum fã do James não acaba se interessando?
Obrigada por visitar o blog. Vamos continuar tentando mantê-lo atualizado!
Beijo grande
Bru

Cristina disse...

Adorei as observações, concordo em quase tudo - apenas gostaria de deixar registrado que, depois de pular várias vezes "La Geografia del Mio Cammino" resolvi prestar-lhe mais atenção... e amei!
Parabéns pelo blog!

Bruna / Chiisana Hana disse...

Oi, Cristina!
La Geografia tem uma letra bem interessante, minha crítica é mais com relação à melodia e ao arranjo, que eu acho bem comuns, sabe? Nada demais, não me comovem. Mas é uma boa música.
Obrigada por visitar o blog e deixar seu comentário!
Beijooooo
Bru

Thiago disse...

Oi! Adorei a resenha. Adoro "Più di ieri", é muito interssante mesmo o jogo de palavras que você mencionou. Gosto muito tbde "Nel modo più sincero che c'è", é maravilhoso ouvir uma letra como essa, pois amores não são só decepções, eles dão certo sim!!! Concordo também sobre "L´impressione", é muito sem sal mesmo (é a única que não gosto) Já discordo com relação à 1ª faixa, pois para mim é impossível para mim pular "Mille braccia", é simplesmente marvailhosa. Bola fora mesmo é a Warner não ter colocado "Agora não", versão que para mim ficou maravilhosa. Minha nota para o álbum é 9,5 (desconto meio ponto de L´impressione, o resto é show!!!)

Sarah disse...

"Um amor pleno e importante, infinito, presente, desta vez é assim, é por você.”

eu tb simplesmente amo essa parte!!!!!!!!!!!!

Bruna / Chiisana Hana disse...

Oi, Thiago! Oi, Sarah!
Ah, pecado não terem colocado "Agora Não". Qual o sentido de disponibilizar uma música em português só para os italianos? Maluquice pura.
"L'Impressione" poderia mesmo ter ficado de fora. Não faria nenhuma falta, não é mesmo?
Obrigada por comentarem a resenha, gente! Continuem acompanhando o blog!
Baciiii!

Reginaldo disse...

Ainda bem que esse album não seguiu o estilo de La mia risposta, pra mim, o album mais fraco da Laura.
Agora, L´impressione é umas das mais belas do Cd, sinal de que gosto realmente não se discute.

Esse álbum, na minha opinião é um dos melhores da Laura, ficando atrás apenas de Le cose che vivi, que é mágico.

Nota 9,8.

Anônimo disse...

gosto não se discute, você deveria saber disso, há sempre alguém pra criticar,laura é Laura e sempre será verdadeira com ela mesma, não vai mudar para agradar e sim quando sentir uma propria vontade, as músicas do novo cd são maravilhosas.